Passar para o Conteúdo Principal

Logotipo da Câmara Municipal de Vila do Conde

siga-nos
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C

'Mangroves: A Coastal Treasure'

Exposições
2022/03/22 a 2022/09/02
Cartaz exposicao 1 720 2500

"Mangroves: A Coastal Treasure"

Horário:

Segunda a sexta: 9h00/13h00 e 14h00/16h30

Local:
Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental (CMIA) de Vila do Conde

No âmbito da comemoração do 15º aniversário do Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental (CMIA) de Vila do Conde, terá lugar a exposição: "Mangroves: A Coastal Treasure".

Enquadramento da exposição
As florestas de mangue, ou manguezais, são um dos ecossistemas mais valiosos e ricos da Terra e um importante tesouro natural costeiro.
Elas protegem as zonas costeiras do aumento do nível do mar e dos eventos climáticos extremos. Ajudam a mitigar as mudanças climáticas, melhorar a qualidade da água e abrigar uma grande variedade de flora e fauna, para além da relevância socioeconómica e cultural.
Os manguezais são considerados ambientes de transição entre os ecossistemas terrestre e o marinho, sofrendo influência tanto do mar quanto dos rios.
Macau alberga uma próspera floresta de mangues que se estende por cerca de 4 km da costa da Taipa-Cotai.

A exposição “Mangroves: A Coastal Treasure” é uma exposição internacional e inédita, pois vem pela primeira vez de Macau para Portugal, estreando-se no CMIA.

Ela é da autoria do Instituto da Ciência e Ambiente da Universidade de São José (USJ), Macau. A coordenação é da Prof. Karen Araño Tagulao.

Esta exposição evidência o papel dos mangais como Soluções-Baseadas na Natureza, os serviços de ecossistema que providenciam, e em particular a sua contribuição para a mitigação dos efeitos das alterações climáticas, para a depuração da poluição aquática e para a resiliência das cidades costeiras.

A exposição é composta por painéis científicos, fotografias e filmes, que colocam em relevo a ação das zonas húmidas – e dos mangais, em particular – na salvaguarda da linha costeira face a fenómenos como a poluição ou a subida do nível médio das águas do mar.

A exposição estará patente no CMIA de Vila do Conde de 22 de março a 2 de setembro de 2022, tornando-se depois numa exposição itinerante pelas Escolas de Vila do Conde.

A exposição visa aumentar a conscientização da comunidade para a importância destes ecossistemas e a necessidade de os preservar. Pretende também aproximar a ciência das escolas promovendo a literacia ambiental.

Locais onde a exposição já foi apresentada em Macau:
https://www.usj.edu.mo/en/news/the-mangroves-exhibition-goes-mobile/ 
https://www.usj.edu.mo/en/event/macaos-mangroves-coastal-treasure/ 

Visita virtual da exposição em Macau: https://www.macau720.com/exhibition/act/ 

Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental (CMIA)
Av. Marquês Sá da Bandeira, 320
4480 - 916 Vila do Conde
Telefone: 252 637 002
E-mail: cmia@cm-viladoconde.pt 
Website: http://www.cmia-viladoconde.net/ 
https://www.facebook.com/cmia.viladoconde 

Organização:
Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental (CMIA) de Vila do Conde com o apoio da Câmara Municipal
Município de Vila do Conde

Praça Vasco da Gama
4480-337 Vila do Conde

Telefone +351 252 248 400
E-mail geral@cm-viladoconde.pt

Horário de atendimento
Segunda a sexta - 9h00 às 16h30

© 2015 | Todos os direitos reservados

wiremazelogótipos da validação

Logótipos Norte 2020, Portugal 2020 e União Europeia