Passar para o Conteúdo Principal

Logotipo da Câmara Municipal de Vila do Conde

siga-nos
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C

Vila do Conde

Presidente
Isaac Filipe Serrão Braga

Secretário
Carla Maria de Faria Graça Afonso Lima

Tesoureiro
Angélica Maria Soares da Costa Vilas Boas

Junta de Freguesia eleita por:
imagem

Horário de atendimento:
Serviços administrativos - Vila do Conde: Segunda a Sexta - 9h -13h / 14h - 17h
Serviços administrativos - Caxinas: Segunda a Sexta - 9h -13h / 14h - 17h

Morada: Sede: Rua Dr. Pereira Júnior, 228
4480-813 VILA DO CONDE VCD

Delegação:
Rua Dr. António Bento Martins Júnior
4480-664 Vila do Conde
Telefone:252 631 694 - (Vila do Conde) / 924 466 284 / 252 624 106 / 924 466 286

Fax: 252 646 536 - (Vila do Conde) / 252 626 457

Embora se conheçam diferentes opiniões de especialistas acerca de quem terá dado o nome a Vila do Conde, certa é data de 26 de março 953 para o primeiro documento escrito que refere Villa de Comite, e na qual Flâmula Deovota vende esta vila ao mosteiro de Guimarães. Este documento é considerado a “certidão de nascimento” de Vila do Conde, comemorando-se a 26 de Março o dia da cidade.

Achados arqueológicos indicam a sua romanização no século I. Em Formariz foi encontrado um machado de pedra polida, que pela sua tipologia é uma peça Neoeneolítica, mas nada mais se mais se conhece da estação.

Referido na documentação medieval, o Castro de S. João erguer-se-ia no local onde hoje se encontra o Mosteiro de Santa Clara, mas também não existe mais informação. Em 1953, na abertura de novos campos agrícolas nos areais das Caxinas apareceu uma necrópole tardo-romana, com materiais datáveis do século IV d.C.

Em 1981 apareceram as estruturas de uma Villa Romana que foram escavadas pela Unidade de Arqueologia da Universidade do Minho.
A área sofreu uma escavação arqueológica para tentar salvar o que eventualmente pudesse restar.

A Villa Fromarici é também citada na documentação medieval. Como o nome Fromarici é de origem germânica, durante anos julgou-se que se tratava de uma edificação do período das invasões. Escavações levadas a cabo em 1999, permitiram comprovar que a Villa já aí existiria no período romano, uma vez que surgem fragmentos de cerâmica do século I d.C.

Sob o ponto de vista arquitetónico, apresenta elementos dos mais variados períodos artísticos. A Capela da Senhora da Guia parece ser o seu mais antigo monumento, cuja data de construção se aponta para o século X/ XI. Despertou, desde cedo, o interesse da realeza, já que D. Sancho a doou a D. Maria Paes Ribeiro, a Ribeirinha. Mais tarde, em 1318 verifica-se a fundação do Mosteiro de Santa Clara por D. Teresa e D. Afonso Sanches, filho de D. Dinis. Em 1502, D. Manuel passa por Vila do Conde a caminho de S. Tiago de Compostela, imprimindo um cunho fundamental na construção da Igreja Matriz, na abertura de ruas em direção ao rio, na construção dos novos Paços do Concelho. A Misericórdia, a peculiar Capela de Nossa Senhora do Socorro, as alfândegas (a régia e da mosteiro), a construção, no século XVIII, dos novos dormitórios e da fachada do Mosteiro de Santa Clara e do aqueduto, as inúmeras capelas e casas solarengas e brasonadas, o forte de S. João Baptista, são alguns de uma cidade de grande riqueza arquitetónica.
S. João Baptista de Vila do Conde, banhada a sul pelo Rio Ave e a poente pelo Atlântico é sede de concelho desde 1871.

Foi elevada a cidade em 1988, pela Lei nº5/88, de 1 de Fevereiro 1988.


  • Área: 6,78 Km2
  • População atual: 28 636 habitantes
  • Orago: S. João Baptista / Senhor dos Navegantes
Município de Vila do Conde

Praça Vasco da Gama
4480-754 Vila do Conde

Telefone +351 252 248 400
E-mail geral@cm-viladoconde.pt

Horário de atendimento
Segunda a sexta - 9h00 às 16h30

© 2015 | Todos os direitos reservados

wiremazelogótipos da validação

Logótipos Norte 2020, Portugal 2020 e União Europeia