Passar para o Conteúdo Principal

Logotipo da Câmara Municipal de Vila do Conde

siga-nos
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C

Vila do Conde

Presidente
Isaac Filipe Serrão Braga

Secretário
Carla Maria de Faria Graça Afonso Lima

Tesoureiro
Sérgio Carlos da Costa Fonseca

Assembleia de Freguesia

Presidente Francisco Mesquita

1º Secretário David Braga

2º Secretário Paula Silva

Junta de Freguesia eleita por:
imagem

Horário de atendimento:
Serviços administrativos - Vila do Conde: Segunda a Sexta - 9h -13h / 14h - 17h
Serviços administrativos - Caxinas: Segunda a Sexta - 9h -13h / 14h - 17h

Morada: Sede: Rua Dr. Pereira Júnior, 228
4480-813 VILA DO CONDE VCD

Delegação:
Rua Dr. António Bento Martins Júnior
4480-664 Vila do Conde
Telefone:252 631 694 - (Vila do Conde) / 924 466 284 / 252 624 106 / 924 466 286

Fax: 252 646 536 - (Vila do Conde) / 252 626 457

Embora se conheçam diferentes opiniões de especialistas acerca de quem terá dado o nome a Vila do Conde, certa é data de 26 de março 953 para o primeiro documento escrito que refere Villa de Comite, e na qual Flâmula Deovota vende esta vila ao mosteiro de Guimarães. Este documento é considerado a “certidão de nascimento” de Vila do Conde, comemorando-se a 26 de Março o dia da cidade.

Achados arqueológicos indicam a sua romanização no século I. Em Formariz foi encontrado um machado de pedra polida, que pela sua tipologia é uma peça Neoeneolítica, mas nada mais se mais se conhece da estação.

Referido na documentação medieval, o Castro de S. João erguer-se-ia no local onde hoje se encontra o Mosteiro de Santa Clara, mas também não existe mais informação. Em 1953, na abertura de novos campos agrícolas nos areais das Caxinas apareceu uma necrópole tardo-romana, com materiais datáveis do século IV d.C.

Em 1981 apareceram as estruturas de uma Villa Romana que foram escavadas pela Unidade de Arqueologia da Universidade do Minho.
A área sofreu uma escavação arqueológica para tentar salvar o que eventualmente pudesse restar.

A Villa Fromarici é também citada na documentação medieval. Como o nome Fromarici é de origem germânica, durante anos julgou-se que se tratava de uma edificação do período das invasões. Escavações levadas a cabo em 1999, permitiram comprovar que a Villa já aí existiria no período romano, uma vez que surgem fragmentos de cerâmica do século I d.C.

Sob o ponto de vista arquitetónico, apresenta elementos dos mais variados períodos artísticos. A Capela da Senhora da Guia parece ser o seu mais antigo monumento, cuja data de construção se aponta para o século X/ XI. Despertou, desde cedo, o interesse da realeza, já que D. Sancho a doou a D. Maria Paes Ribeiro, a Ribeirinha. Mais tarde, em 1318 verifica-se a fundação do Mosteiro de Santa Clara por D. Teresa e D. Afonso Sanches, filho de D. Dinis. Em 1502, D. Manuel passa por Vila do Conde a caminho de S. Tiago de Compostela, imprimindo um cunho fundamental na construção da Igreja Matriz, na abertura de ruas em direção ao rio, na construção dos novos Paços do Concelho. A Misericórdia, a peculiar Capela de Nossa Senhora do Socorro, as alfândegas (a régia e da mosteiro), a construção, no século XVIII, dos novos dormitórios e da fachada do Mosteiro de Santa Clara e do aqueduto, as inúmeras capelas e casas solarengas e brasonadas, o forte de S. João Baptista, são alguns de uma cidade de grande riqueza arquitetónica.
S. João Baptista de Vila do Conde, banhada a sul pelo Rio Ave e a poente pelo Atlântico é sede de concelho desde 1871.

Foi elevada a cidade em 1988, pela Lei nº5/88, de 1 de Fevereiro 1988.


  • Área: 6,78 Km2
  • População atual: 28 636 habitantes
  • Orago: S. João Baptista / Senhor dos Navegantes
Município de Vila do Conde

Praça Vasco da Gama
4480-754 Vila do Conde

Telefone +351 252 248 400
E-mail geral@cm-viladoconde.pt

Horário de atendimento
Segunda a sexta - 9h00 às 17h00

© 2015 | Todos os direitos reservados

wiremazelogótipos da validação

Logótipos Norte 2020, Portugal 2020 e União Europeia