Passar para o Conteúdo Principal

Logotipo da Câmara Municipal de Vila do Conde

siga-nos
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C

Notícias

MEDIDAS DE CONTINGÊNCIA EM VIGOR NO CONCELHO DE VILA DO CONDE

O Conselho de Ministros aprovou no dia 11 de setembro um conjunto de medidas que terão aplicação a partir das 0h00 do dia 15 de setembro, dia em que todo o território nacional entra em situação de contingência para fazer face à pandemia de covid-19.

As medidas que passarão a estar em vigor são:

- Os aglomerados passam a estar limitados a 10 pessoas;

- Os estabelecimentos comerciais terão de abrir após as 10h00 (excetuando salões de cabeleireiro, barbeiros, institutos de beleza, restaurantes e similares, cafetarias, casas de chá, escolas de condução e centros de inspeção técnica de veículos, bem como ginásios e academias) e por determinação da Autarquia, poderão encerrar às 23h00, ou seja no limite máximo de horário decretado governamentalmente;

- Os Mercados e Feiras mantêm o horário de funcionamento habitual, das 7h00 às 19h00;

- Nos Cemitérios mantém-se o horário vigente: de segunda-feira a sábado das 8h30 às 17h30 e ao domingo das 8h30 às 12h;

- Relativamente aos Funerais e velórios mantem-se as regras atuais;

- Limite máximo de 4 pessoas por grupo nos restaurantes, cafés e pastelarias que se situam até 300 metros das escolas;

- O consumo de bebidas alcoólicas na via pública continua a ser proibido;

- Proibida a venda de bebidas alcoólicas nas estações de serviço e, a partir das 20h00 em todos os estabelecimentos, à exceção de restaurantes;

- Os estádios de futebol e os restantes recintos desportivos vão continuar sem público;

- Os equipamentos desportivos municipais encontram-se abertos para a realização de treinos, programados pelos Clubes, mantendo-se encerrados ao público;

Estas medidas tiveram o parecer favorável da Delegação de Saúde, da PSP e da GNR.

A Câmara Municipal apela a todos os vilacondenses que respeitem rigorosamente as medidas de prevenção da Covid-19:
- evitem aglomerados de natureza familiar, social, ou outros;
- o uso de máscara em todos os recintos fechados;
- o respeito pelo distanciamento físico;
- os cuidados que evitam a contaminação por via respiratória (etiqueta respiratória);
- lavagem e desinfeção das mãos frequente;

O cumprimento rigoroso destas medidas de proteção da COVID-19 é fulcral para evitar a contaminação de cada um, das suas famílias e da nossa comunidade.

Proteja-se, por si, por todos nós.
Nós estamos aqui!

MEDIDAS DE CONTINGÊNCIA EM VIGOR A PARTIR DE 15 DE SETEMBRO

Autarquia determina as 23h para encerramento do comércio

O Conselho de Ministros aprovou hoje um conjunto de medidas que vão ser aplicadas a partir de 15 de setembro, dia em que, em todo o território nacional, vai entrar em situação de contingência para fazer face à pandemia de covid-19.

As medidas anunciadas foram:

- Ajuntamentos passam a estar limitados a 10 pessoas;

- Os estabelecimentos comerciais terão de abrir após as 10:00 (excetuando pastelarias, cafés, cabeleireiros e ginásios) e por determinação da Autarquia, poderão encerrar às 23:00, ou seja no limite máximo de horário decretado governamentalmente;

- Limite máximo de 4 pessoas por grupo nos restaurantes, cafés e pastelarias que se situam até 300 metros das escolas;

- O consumo de bebidas alcoólicas na via pública vai continuar a ser proibido;

- Proibida a venda de bebidas alcoólicas nas estações de serviço e, a partir das 20:00 e em todos os estabelecimentos, à exceção daqueles que servem refeições;

- Os estádios de futebol e os restantes recintos desportivos vão continuar sem público;

- Criação de brigadas distritais de intervenção rápida para contenção e estabilização de surtos de covid-19 em lares de idosos, envolvendo médicos e enfermeiros.

No âmbito das medidas do regresso às aulas em regime presencial, que vai ocorrer entre 14 e 17 de setembro, o Governo decidiu que vai existir uma “readaptação do funcionamento das escolas à nova realidade sanitária” e que todos os estabelecimentos de ensino vão ter planos de contingência.

A Câmara Municipal apela a todos os vilacondenses que respeitem as medidas de prevenção da Covid-19, que evitem aglomerados nomeadamente convívios de natureza familiar ou atividade social. O cumprimento rigoroso das medidas de proteção da COVID-19 são fulcrais para evitar a contaminação de cada um, das suas famílias e da nossa comunidade.

Proteja-se, por si, por todos nós.

NOVAS MEDIDAS DE DESCONFINAMENTO - 15 DE JUNHO

corona

Perante a Declaração da Situação de Calamidade Nacional, no âmbito da pandemia COVID-19, o Município de Vila do Conde iniciou no passado dia 5 de maio, um processo gradual de levantamento das medidas de confinamento, com vista à recuperação e revitalização da nossa vida em sociedade e da nossa economia, mantendo como prioridade o combate à pandemia.

Neste sentido, informamos que a partir desta segunda-feira, dia 15 de junho serão adotadas as seguintes medidas:

- Reabertura dos equipamentos de diversão infantil localizados em instalações Municipais

- Reabertura das Piscinas Municipais para atletas federados em contexto de treino *

- Reabertura da ala nascente do Pavilhão de Desportos para atletas federados em contexto de treino *

- Reabertura da Casa da Juventude de Guilhabreu para atletas federados em contexto de treino *

* acesso interdito aos balneários

Continuam ENCERRADOS/SUSPENSOS os seguintes equipamentos/atividades:

- Programa Desporto Sénior

- Abrigos dos Pescadores

- Albergue Santa Clara

- Pavilhões Desportivos e Parques Desportivos Sintéticos Municipais

Importa acautelar o cumprimento das medidas de prevenção, que preveem o uso obrigatório de máscaras, o distanciamento social, desinfeção das mãos e acesso limitado aos espaços, para que o regresso à normalidade seja seguro e não provoque um retrocesso na contenção da transmissão do vírus e da expansão da doença.

A Câmara Municipal agradece a compreensão de todos.
Por si, por todos nós, proteja-se!

NOVAS MEDIDAS DE DESCONFINAMENTO – A PARTIR DE 1 DE JUNHO

Perante a Declaração da Situação de Calamidade Nacional, no âmbito da pandemia COVID-19, o Município de Vila do Conde iniciou no passado dia 5 de maio, um processo gradual de levantamento das medidas de confinamento, com vista à recuperação e revitalização da nossa vida em sociedade e da nossa economia, mantendo como prioridade o combate à pandemia.

Neste sentido, informamos que a partir de segunda-feira, dia 1 de junho, serão reabertos o Auditório Municipal e o Teatro Municipal.

Dada a reabertura do ensino Pré-Escolar (3 aos 6 anos) em todo o Concelho, a Autarquia assegurará a colocação dos auxiliares e dos funcionários para as atividades não docentes, bem como o prolongamento de horário e fornecimento das refeições. A Câmara Municipal de Vila do Conde fornecerá ainda os equipamentos de proteção individual e materiais de desinfeção. O ensino pré-escolar decorre até ao dia 26 de junho. No entanto, o prolongamento total funcionará até ao final do mês de julho.

A Câmara Municipal de Vila do Conde reforça que o “Programa Estamos Aqui” continua ativo e disponível para apoiar todas as instituições e famílias do Concelho cujo impacto do COVID-19 se fez sentir do ponto de vista social e/ou financeiro. Para aceder a este programa, o contacto realiza-se diretamente através dos Serviços Sociais da Autarquia, de segunda a sexta-feira entre as 9h e as 17h, através do e-mail geral@cm-viladoconde.pt, no endereço https://www.cm-viladoconde.pt/pages/1088, ou através do telefone 252 248 400.

De acordo com as normas da DGS a Câmara Municipal de Vila do Conde não licenciará nenhum evento, a decorrer até 30 de setembro. Assim, estão cancelados os seguintes eventos:

  • Feira Nacional de Artesanato;
  • Feira de Gastronomia;
  • Festival de Juventude;
  • Um Porto para o Mundo;
  • Portugal Rural;
  • As celebrações religiosas, na via pública, ficam sujeitas aos princípios emanados pela DGS e a uma articulação direta com a Conferência Episcopal Portuguesa.

No que respeita à Feira Semanal e ao Mercado Rural (todos os sábados) as entradas e saídas passarão a ser realizadas através das portas da Rua Conde D. Mendo, da Praça S. João e da Rua 5 de Outubro, mantendo as entradas e saídas diferenciadas;

Continuam ENCERRADOS/SUSPENSOS os seguintes equipamentos/atividades:

- Programa Desporto Sénior
- Abrigos dos Pescadores
- Albergue Santa Clara
- Pavilhões Desportivos, Piscinas Municipais e Casa da Juventude de Guilhabreu
- Parques Desportivos Sintéticos Municipais
* Mantêm-se encerrados os balneários e equipamentos infantis, dos Parques de Jogos;

Importa acautelar que o regresso à normalidade seja seguro e não provoque um retrocesso na contenção da transmissão do vírus e da expansão da doença, razão pela qual devemos cumprir as medidas de prevenção, que preveem o uso obrigatório de máscaras, o distanciamento social, desinfeção das mãos e acesso limitado aos espaços.

A Câmara Municipal agradece a compreensão de todos.

Por si, por todos nós, proteja-se!

Ação de sensibilização nos Jardins de Infância no contexto da COVID - 19

O Município de Vila do Conde tendo em consideração a reabertura da educação pré-escolar no próximo dia 1 de junho, está a promover em colaboração com a Equipa de Saúde Escolar da Unidade de Cuidados na Comunidade de Vila do Conde - UCCVC, ações de formação sobre limpeza e desinfeção em ambiente escolar, no contexto da pandemia COVID-19.
Estas ações  decorrerão nas Escolas Sede de cada um dos Agrupamentos, D. Afonso Sanches/Vila do Conde, Dr. Carlos Pinto Ferreira/Junqueira, D. Pedro IV/Mindelo e Frei João/Vila do Conde, nos dias 26 e 27 de maio, e visam a formação dos colaboradores de todos os Jardins de Infância.
Esta é mais uma iniciativa que garante a reabertura dos Jardins de Infância em total segurança.

covid-19

PROGRAMA DE DINAMIZAÇÃO DO COMÉRCIO LOCAL “VERÃO VC 2020"

streer food PEQ

 

Considerando os constrangimentos provocados pela situação decorrente da pandemia COVID-19, a título extraordinário, serão adotadas as seguintes medidas tendo em vista a dinamização do Comércio Local no Concelho de Vila do Conde.

 

 

I – ESPLANADAS

II – ALTERAÇÕES AO TRÂNSITO

III – STREET FOOD

I – ESPLANADAS – Aplicável a todo o concelho

i) Esplanadas Licenciadas
Possibilidade de ampliação até 50% da área atualmente licenciada (Requerimento em anexo – deverá ser expresso o pedido de ampliação de esplanada no âmbito do “Verão VC 2020”)
ii) Novas Esplanadas em espaço que confronta com o estabelecimento comercial
Possibilidade de instalação de novas esplanadas – deverá ser expresso o pedido de “Nova Esplanada no âmbito do Verão VC 2020” e acompanhado de todos os documentos solicitados para instrução do processo.
iii) Novas Esplanadas em espaços públicos, nomeadamente em Praças, Largos e Pracetas – deverá ser expresso o pedido de utilização do espaço público no âmbito do “Verão VC 2020” e acompanhado de todos os documentos solicitados para a instrução do processo.

Formulário licenciamento de esplanadas VC 2020

II – ALTERAÇÕES AO TRÂNSITO 

alteração trânsitoPEQ
i) Zona Ribeirinha
Entre os dias 29 de maio e 30 de setembro, nas zonas assinaladas, (apenas aos fins de semana, entre as 20.00h de 6ª feira e as 24.00h de domingo)
VERDE: trânsito encerrado, havendo no entanto um canal de circulação no sentido poente-nascente para viaturas de emergência, moradores e cargas e descargas.
AZUL: trânsito condicionado, havendo um canal de circulação devidamente assinalado no sentido poente-nascente.

ii) Avenida Marquês Sá da Bandeira (junto à Seca do Bacalhau)
Entre os dias 18 de maio e 30 de setembro (todos os dias) – desde o CMIA até ao Forte de S. João Baptista, trânsito encerrado, havendo um canal de circulação no sentido poente-nascente para viaturas de emergência.

III – VENDA AMBULANTE / STREET FOOD
Criação, entre os dias 12 de junho e 30 de setembro, de zonas exclusivas para a venda ambulante, sendo autorizada apenas a venda de alguns produtos alimentares. Para a instalação de vendedores ambulantes, será dada prioridade aos vendedores locais.

i) Avenida Marquês Sá da Bandeira (junto à Seca do Bacalhau)
Autoriza-se a instalação de Roulotes/Bancas, com espaçamento mínimo de 5 metros, para venda de produtos alimentares (farturas, pipocas, fruta, bebidas, gelados e sandes frias).

ii) Parque João Paulo II
Autoriza-se a instalação de Roulotes/Bancas, com espaçamento mínimo de 5 metros, para venda de produtos alimentares (farturas, pipocas e fruta).

As medidas apresentadas foram devidamente articuladas com a Associação Comercial e Industrial de Vila do Conde.
A Câmara Municipal de Vila do Conde agradece a compreensão de todos.
Por si, por todos nós, proteja-se!

Novas Medidas de Desconfinamento – a partir do dia 18 de maio

Perante a Declaração da Situação de Calamidade Nacional, no âmbito da pandemia COVID-19, o Município de Vila do Conde iniciou no passado dia 5 de maio, um processo gradual de levantamento das medidas de confinamento, de acordo com a legislação vigente.
Mantendo como prioridade o combate à pandemia, é fundamental dar continuidade ao levantamento gradual das medidas de confinamento com vista à recuperação e revitalização da nossa vida em sociedade e da nossa economia.

Neste sentido, informamos que a partir de segunda-feira, dia 18 de maio, serão REABERTOS os seguintes SERVIÇOS MUNICIPAIS:
- Centro de Memória
- Museus
- Loja Interativa Turismo e Posto de Turismo
- CMIA
- Centro de Atividades
- Equipamentos Fitness da Marginal;
- Parque de Jogos *
- Parque do Castelo *
- Parque João Paulo II*
* Mantêm-se encerrados os balneários e equipamentos infantis.

Recordamos que por decisão governamental, SERÃO LEVANTADAS ALGUMAS MEDIDAS DE CONFINAMENTO A SETORES DE ATIVIDADE ECONÓMICA, nomeadamente:
- Abertura de lojas com porta aberta para a rua com área até 400m2 ou partes de lojas com área até 400 m2;
- Lojas com área maior do que 400m2, com porta direta para a rua, a abertura está sujeita a autorização municipal, que deve ser solicitada;
- Abertura das Feiras Semanais que se realizam no Concelho;
- Abertura do Mercado Rural;
- Abertura da Feira das Velharias;
A abertura das Feiras e Mercados estão sujeitas às determinações da Direção Geral de Saúde.
- Abertura de Restaurantes; Cafés; Pastelarias; Esplanadas (lotação máxima de 50%, com horário de funcionamento até às 23h e de acordo com condições específicas legalmente definidas);*
* No sentido de apoiar restaurantes, cafés, pastelarias, entre outros estabelecimentos de restauração a superar as restrições legalmente impostas à redução para 50% da lotação no interior destes espaços, a Câmara Municipal de Vila do Conde anuncia medidas excecionais e transitórias que visam apoiar um tecido económico fragilizado pelas dificuldades instaladas. Assim, a Autarquia:

- possibilita a ampliação da área de esplanada, com um aumento até 50% da área licenciada, devendo para tal ser requerida e apreciada pelo Município.

- autoriza a instalação de esplanadas em praças, largos e pracetas onde hoje essa ocupação não é permitida, desde que esta utilização não colida com o usufruto habitual dos munícipes. Esta instalação está sujeita a requerimento e apreciação pela Autarquia.

Este regime excecional entrará em vigor a partir do dia 18 de maio e o mobiliário a utilizar nos acréscimos referidos terá de ser o resultante da limitação da lotação imposta por lei. Este regime excecional e temporário estará em vigor até 30 de setembro de 2020.

OUTRAS ÁREAS:
- Escolas Secundárias para alunos do 11º e 12º ano ou 2º e 3º anos de outras ofertas formativas;
- Equipamentos sociais na área da deficiência.
- Creches

Continuam ENCERRADOS/SUSPENSOS os seguintes equipamentos/atividades:

- Programa Desporto Sénior
- Abrigos dos Pescadores
- Albergue Santa Clara
- Pavilhões Desportivos, Piscinas Municipais e Casa da Juventude de Guilhabreu
- Parques Desportivos Sintéticos Municipais
- Edifícios Culturais (Centro Municipal de Juventude, Teatro, Auditório)
- WC’s públicos – mantêm-se em funcionamento apenas os da Praça São João e do Mercado Municipal de Vila do Conde.

ÉPOCA BALNEAR:
A data de abertura da época balnear está a ser definida entre a Câmara Municipal de Vila do Conde e as autoridades com competência na matéria, nomeadamente a Autoridade Marítima, a Docapesca e a Agência Portuguesa do Ambiente. Esta matéria terá uma comunicação própria aos Munícipes, em tempo oportuno.

Importa acautelar que o regresso à normalidade seja seguro e não provoque um retrocesso na contenção da transmissão do vírus e da expansão da doença, razão pela qual devemos cumprir as medidas de prevenção, que preveem o uso obrigatório de máscaras, o distanciamento social, desinfeção das mãos e acesso limitado aos espaços.

A Câmara Municipal agradece a compreensão de todos.
Por si, por todos nós, proteja-se!

covid-19

Jornal Vilacondense_Apoios

ESTAMOS AQUI | JUNTOS E SOLIDÁRIOS

Centenas de famílias apoiadas face à pandemia covid-19

Porque ser solidário é ajudar, olhar em volta e colmatar dificuldades, a Câmara Municipal de Vila do Conde, no sentido de fazer frente a esta pandemia que abruptamente nos invadiu, implementou numa articulação estreita com as instituições, empresas e sociedade civil, o Programa Solidário ESTAMOS AQUI, com abrangência alargada, desde as instituições, às famílias.

“Estamos Aqui” contempla uma linha de apoio social que diariamente, Assistentes Sociais atendem as pessoas que apresentam as suas dificuldades e procuram possíveis respostas, muitas vezes múltiplas respostas, tendo apoiado até à presente data 206 famílias.

Porque é em Rede e em articulação entre todos, que melhor e mais eficazmente se conjugam as respostas às dificuldades e necessidades em que muitas das famílias se deparam.

Este programa desenvolve-se numa estreita articulação e cooperação interinstitucional, desde as IPSS’s, a Segurança Social, as Equipas de protocolo de RSI, o ACES, as Uniões e Juntas de Freguesia, o IEFP, até às Conferências Vicentinas e forças de segurança.

O confinamento social e esta incerteza com que imprevisivelmente todos nos confrontamos, induz a inseguranças e desequilíbrios emocionais, pelo que também se implementou uma linha de apoio psicológico. Esta linha de apoio é assegurada por 5 psicólogos voluntários.

Como o mais importante são as pessoas, o respeito pela privacidade e dignidade de cada um, são o princípio ético porque a Câmara Municipal pauta a sua intervenção em todos os diferentes setores de atuação.

 

indáqua1

DOAÇÃO DE 50 COMPUTADORES

No âmbito do Programa “Estamos Aqui”, a Indáqua entregou 50 computadores, para apoiar casos individuais sinalizados juntos do Serviço de Ação Social.

Estas necessidades pontuais foram reportadas à Câmara Municipal de Vila do Conde já após o início do 3.º período letivo.

Este é mais um apoio no contexto do programa “Estamos Aqui” que permitirá ultrapassar os desafios com que alguns munícipes se debatem, face à atual realidade da pandemia Covid-19.

PROGRAMA ESTAMOS AQUI | JUNTOS E SOLIDÁRIOS

Mais de 20 000 unidades de equipamento de proteção individual entregues a quem dele necessita


A solidariedade social baseia-se no princípio de estar presente e procurar responder às necessidades de quem precisa, sejam, famílias ou instituições, sem exposição das suas fragilidades ou fazer ostentação do que se faz, sempre na perspetiva do respeito e da dignidade de cada um.

Porque ser solidário é ajudar, olhar em volta e colmatar dificuldades, a Câmara Municipal de Vila do Conde, no sentido de fazer frente a esta pandemia que abruptamente nos invadiu, implementou numa articulação estreita com as instituições, empresas e sociedade civil, o Programa Solidário ESTAMOS AQUI, com abrangência alargada, desde as instituições, às famílias.

Assim e no âmbito das medidas de resposta à pandemia COVID-19 que têm vindo a ser adotadas pelo Município, a Autarquia, tem vindo a distribuir equipamento de proteção individual às IPSS’s do concelho que sempre estiveram em funcionamento (resposta aos idosos e às pessoas com deficiência) e a entidades públicas, com incidência nos serviços de saúde.

De salientar que diversas empresas, entidades e comunidade civil, têm disponibilizado à Autarquia, um conjunto alargado de material de proteção individual, contribuindo para colmatar as inúmeras necessidades e promover a efetiva e eficiente proteção de todos os profissionais e utentes destas instituições e serviços públicos.

O apoio, no que se refere às IPSS’s – com as quais se contacta regularmente para partilhar as suas necessidades e tentar sempre corresponder da forma adequada e possível – decorre no contexto do programa “Estamos Aqui”, tendo até à data beneficiado destas ofertas as: Associação de Apoio à Terceira Idade A.F. Vila Cova, Associação de Solidariedade Social de Mosteiró, Associação de Solidariedade Social “O Tecto”, os Centros Sociais e Paroquiais da Junqueira, Labruge, Mindelo e o Centro Social da Paróquia de Touguinha, MADI, SANCRIS, Santa Casa da Misericórdia de Vila do Conde,Terramar- Associação de Solidariedade Social de Vila Chã, Venerável Ordem Terceira de S. Francisco de Vila do Conde, ACES Póvoa de Varzim e Vila do Conde e Centro Hospitalar Póvoa de Varzim e Vila do Conde, Cruz Vermelha, Juntas de Freguesia de Árvore, Azurara, Junqueira e Vila Chã, bem como pessoas com doença oncológica (período de grande dificuldade de máscaras disponíveis no mercado).

A Câmara Municipal agradece a todos os que estão na linha da frente neste combate à COVID-19, em particular às IPSS’s pelo enorme esforço e dedicação com a nossa população idosa e com deficiência, aos profissionais de saúde, de segurança, de higiene e limpeza.

Reconhecimento e agradecimento extensivos ao altruísmo e generosidade de empresas, associações, escolas e sociedade civil, pela cedência graciosa deste material, tão relevante para todos.

Porque é sem dúvida em Rede e em partilha que melhor respondemos, aqui deixamos um quadro pormenorizado desses equipamentos de proteção individual distribuídos.

QUADRO ENTIDADES_EQUPAMENTOS

Estamos juntos num esforço coletivo para enfrentar este grave problema de saúde pública, tão inesperado, de abrangência global e duração indeterminada, que veio, a todos os níveis, alterar drasticamente a nossa harmonia familiar, social e económica.

REABERTURA DE EQUIPAMENTOS MUNICIPAIS

CÂMARA PEQ

Perante a Declaração da Situação de Calamidade Nacional, no âmbito da pandemia COVID-19, o Município de Vila do Conde iniciou no passado dia 5 um processo gradual de levantamento das medidas de confinamento.

Assim, a Autarquia preparou a reabertura dos serviços, equipamentos e instalações municipais, adotando normas de segurança ao nível dos comportamentos individuais, procedimentos adequados nos locais de trabalho, organização dos espaços físicos, higienização e desinfeção.

Dando continuidade a este processo de abertura faseada dos serviços, informamos que a partir de segunda-feira, dia 11, reabrirão os seguintes serviços:

• Atendimento ao Público dos Serviços Municipais de acordo com o plano de desconfinamento.

• Serviços Veterinários Municipais para realização de adoções e vacinação, mediante agendamento prévio;

• Biblioteca José Régio;

• Arquivo Municipal, sito no Centro de Memória;

• CEDOPORMAR - Centro de Documentação dos Portos Marítimos Quinhentistas, na Alfândega.

Os serviços funcionarão nos horários habituais.

Importa acautelar que o regresso à normalidade seja seguro e não provoque um retrocesso na contenção da transmissão do vírus e da expansão da doença, razão pela qual devemos cumprir as medidas impostas no Estado de Calamidade, que preveem o uso obrigatório de máscaras, o distanciamento social, desinfeção das mãos e acesso limitado aos espaços.

A Câmara Municipal agradece a compreensão de todos.

Por si, por todos nós, proteja-se!

ZONAS BALNEARES DE VILA DO CONDE: MEDIDAS RESTRITIVAS

PRAIAS

 

A Capitania do Porto de Vila do Conde alerta a população para as medidas restritivas aplicáveis às praias marítimas e demais zonas nas quais se desenvolvam usos balneares em Vila Conde, em função do Estado de Calamidade.

 

 

 

 

COMUNICADO

O quadro legal definido pelo Governo no âmbito da situação de calamidade declarada para fazer face à situação epidemiológica da SARS-CoV-2 e à doença COVID-19, estabeleceu, nos artigos 3º, 11º, 16º e 18º do regime anexo à Resolução de Conselho de Ministros nº 33-A/2020, de 30 de abril, um conjunto de medidas aplicáveis às atividades e aos usos dos espaços sob jurisdição da Autoridade Marítima Nacional, em especial das praias marítimas e demais zonas nas quais se desenvolvam usos balneares, sendo importante, neste âmbito, informar o seguinte:

1. Devem ser sempre observadas as seguintes premissas:

  • Cumprir o dever cívico de recolhimento domiciliário, exceto atividades autorizadas;
  • Não existirem aglomerados superiores a 10 pessoas, salvo se pertencerem ao mesmo agregado familiar;
  • Observar as normas de saúde pública, em termos de cumprimento do distanciamento social e demais regras sanitárias de proteção estabelecidas pela Autoridade de Saúde;

2. Nos termos estabelecidos na RCM supramencionada, é permitido:

  • Efetuar deslocações para efeitos da atividade física e prática desportiva recreativa até dois praticantes, cumprida a distância definida de 2metros para as atividades que se realizem lado-a-lado, ou de 4metros para atividades em fila, incluindo a prática marítima e fluvial;
  • A prática de desportos de deslize e de remo, cumpridas as regras sanitárias;
  • Efetuar deslocações de curta duração para efeitos de fruição de momentos ao ar livre, para acompanhamento de menores;
  • A realização de atividade formativa de desportos, designadamente de surf, até cinco alunos por treinador, cumpridas as regras sanitárias de limpeza e higienização dos equipamentos, objetos e superfícies utilizados, estando interdito o acesso e a utilização de balneários;
  • A prática da pesca lúdica (embarcada e apeada);
  • A prática da náutica de recreio;
  • A prática de mergulho recreativo;
  • A prática de venda ambulante licenciada, salvo eventuais restrições que, a nível local, sejam estabelecidas pelo respetivo Município ou, no que for aplicável, pela Capitania do Porto;
  • A realização profissional de filmagens, cumpridas as regras sanitárias e desde que observados os requisitos para o seu licenciamento.

3. Até ser definida, em especial, a matéria relativa ao acesso e utilização das praias marítimas e demais espaços nos quais se desenvolvem usos balneares, os utilizadores destes espaços e banhistas não devem praticar qualquer outra atividade não incluída em 2, não sendo permitido:

  • A permanência em praias ou espaços com aptidão de uso balnear, também como salvaguarda e proteção das pessoas, atendendo a que ainda não está vigente o dispositivo de assistência a banhistas através de nadador-salvador;
  • A realização de qualquer tipo de provas ou exibições náuticas;
  • A realização de eventos de cariz cultural, recreativo ou outro, que impliquem uma aglomeração de pessoas em número superior a 10.

4. A realização da atividade marítimo-turística será objeto de regulação pelas autoridades competentes, e o seu enquadramento nos termos do regime da declaração de calamidade será oportunamente definido e comunicado, designadamente também por esta via.

ATUALIZAÇÃO DAS MEDIDAS PREVENTIVAS – ESTADO DE CALAMIDADE

Perante a Declaração da Situação de Calamidade Nacional, na sequência da pandemia COVID-19, impõe-se iniciar o processo gradual de levantamento das medidas de confinamento. O Município de Vila do Conde está empenhado na preparação da reabertura dos serviços, equipamentos e instalações municipais, adotando normas de segurança como: comportamentos individuais e coletivos, procedimentos de entrada nos locais de trabalho, organização dos espaços físicos, higienização e desinfeção. Importa acautelar que o regresso à normalidade seja seguro e não provoque um retrocesso na contenção da transmissão do vírus e da expansão da doença.

No sentido de retomar progressivamente o funcionamento dos serviços municipais, a Câmara Municipal de Vila do Conde comunica a atualização das seguintes medidas:

A partir do dia 5 de maio:

Reabertura dos Cemitérios de Vila do Conde e Caxinas
- Retomam o horário de funcionamento de segunda a sábado, das 8h30 às 17h00 e domingo das 8h30 às 12h00.
- Não estarão disponíveis vassouras e baldes para utilização coletiva;
- A realização de funerais é limitada à presença de familiares;
- Acesso condicionado ao cumprimento do distanciamento físico;
- Recomenda-se a utilização de viseiras e/ou máscaras.

Mercados de Vila do Conde e Caxinas
- Retomam o horário de funcionamento, de segunda a sábado, das 7h00 às 19h00;
- Acesso condicionado ao cumprimento do distanciamento físico;
- É obrigatória a utilização de viseiras e/ou máscaras.

Atendimento Telefónico da Câmara Municipal (252 248 400) retoma o horário das 9h00 às 17h00.

A partir do dia 11 de maio, reabertura:

Atendimento ao Público nos diversos balcões dos Serviços Municipais;

Serviços Veterinários Municipais para realização de adoções e vacinação, mediante agendamento prévio;
Biblioteca José Régio e Arquivo Municipal;

Continuam encerrados/suspensos os seguintes equipamentos/atividades:

- Feiras Semanais que se realizam no Concelho
- Mercado Rural
- Feira das Velharias
- Programa Desporto Sénior
- Equipamentos Fitness da Marginal
- Abrigos dos Pescadores
- Albergue Santa Clara
- Parque de Jogos, Parque do Castelo e Parque da Cidade
- Pavilhões Desportivos, Piscinas Municipais e Casa da Juventude de Guilhabreu
- Edifícios Culturais (Teatro, Auditório, Centro de Memória, Centro Municipal de Juventude e Museus)
- Parques Desportivos Sintéticos Municipais
- Loja Interativa Turismo e Posto de Turismo
- Esplanadas
- WC’s públicos – mantêm-se em funcionamento apenas os da Praça São João e do Mercado Municipal de Vila do Conde.

Não obstante estas medidas transitórias, é fundamental continuar a conter a transmissão do vírus. A garantia da segurança de todos, repercute-se agora num caminho de regresso gradual da atividade ao seu normal funcionamento, mediante a avaliação constante da situação.

É crucial a escrupulosa observância das medidas de distanciamento físico que continua a ser indispensável à contenção da infeção. Apelamos a todos o cumprimento do dever cívico de recolhimento domiciliário e o respeito rigoroso de todas as diretivas emanadas pelas autoridades competentes.

A todos os vilacondenses, agradecemos o compromisso que têm demonstrado pelo bem-estar de todos e de cada um de nós. Uma palavra de apreço e agradecimento a todos aqueles que estão na linha da frente: Profissionais de Saúde, Bombeiros, Cruz Vermelha, as Forças de Segurança, IPSS’s e Conferências Vicentinas concelhias, colaboradores municipais, bem como todos aqueles que, voluntariamente, se disponibilizaram para apoiar nesta emergência.

Agradecemos a todas as empresas e particulares que colaboraram para a construção do Programa “Estamos Aqui”, criado pela Câmara Municipal de Vila do Conde, para que, em comunidade, apoiássemos mais famílias e instituições.

Manifestamos ainda um reconhecimento profundo a todas as Juntas de Freguesia, que em estreita colaboração com a Câmara Municipal de Vila do Conde, têm colaborado no desenvolvimento no concelho uma resposta de proximidade.

 

ATIVAÇÃO AUTOMÁTICA DO PLANO DE EMERGÊNCIA DE PROTEÇÃO CIVIL DE VILA DO CONDE

No âmbito da resolução do Conselho de Ministros nº33-A/2020, que declara a situação de calamidade em todo o território nacional a partir da meia-noite do dia 3 de maio, a Presidente da Câmara Municipal de Vila do Conde, Dr.ª Elisa Ferraz, enquanto Autoridade Municipal de Proteção Civil do concelho informa que, de acordo com o nº4 do artigo 21º da Lei de Bases da Proteção Civil, a entrada em vigor do Estado de Calamidade implica a ativação automática dos planos de emergência e de proteção civil de nível territorial, pelo que o Plano de Emergência de Proteção Civil de Vila do Conde está automaticamente ativo desde a referida data e até pelo menos 17 de maio, altura em que será revista a situação de calamidade.

ESCOLA SUPERIOR DE SUPERIOR FAZ NOVA DOAÇÃO AO MUNICÍPIO

viseiras

 

A Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico do Porto doou mais 500 viseiras à Câmara Municipal, reforçando assim a anterior oferta de igual número, feita em abril passado.

O Município agradece o envolvimento de todos, empresas e sociedade civil, que muito têm contribuído no apoio prestado às Instituições de Solidariedade Social, de Saúde e Proteção, no âmbito do Programa “Estamos Aqui”.

CERCA DE 1 000 TESTES À COVID 19 VÃO SER REALIZADOS NO PAVILHÃO MUNICIPAL DE VILA DO CONDE

pavilhao site

A partir de amanhã, sábado, dia 25 de abril começam a ser realizados, aos colaboradores das instituições de intervenção social, cerca de 1 000 testes ao COVID-19, no Pavilhão Municipal de Desportos de Vila do Conde. A Câmara Municipal de Vila do Conde, em parceria com a Segurança Social e as Autoridades Locais de Saúde, assegura todas as condições logísticas e sanitárias necessárias para a realização desta operação de grande vulto.

Ao longo deste combate ao COVID-19, a Autarquia tem tomado medidas, logísticas e financeiras para o apoio aos mais afetados por esta pandemia, através do Programa “Estamos Aqui” dedicado aos Munícipes e Instituições, e também com as entidades com intervenção direta neste combate, muito especialmente as Juntas de Freguesia, as Forças de Segurança, Bombeiros e Cruz Vermelha, apoiando ainda todas as instituições, que em proximidade, realizam um trabalho de intervenção social no nosso Concelho.

CÂMARA MUNICIPAL PREPARA CENTROS DE RETAGUARDA PARA ACOLHIMENTO NO ÂMBITO DO COVID 19

400 CAMAS SERÃO DISPONIBILIZADAS

  • MC
  • MC2


O Pavilhão de Desportos, o Pavilhão do Parque de Jogos, o Centro Juvenil de Campanhã e a Colónia de Férias de Árvore estão equipados para receber, em situação de emergência, cidadãos que necessitem desta retaguarda de apoio, com especial incidência na população mais idosa, institucionalizada em lares ou residências.

artigo

Estes centros foram validados pela Autoridade de Saúde Local e serão servidos por equipas de profissionais de saúde, da Segurança Social e da Câmara Municipal numa estratégia de intervenção em curso, coordenada pela Autarquia.

Na reunião, hoje promovida pelo Gabinete de Gestão de Crise da Proteção Civil de Vila do Conde, com os parceiros diretamente envolvidos no processo de instalação destes centros de retaguarda, fez-se um balanço do ponto de situação atual no concelho. Foi definida, por sugestão de todos os parceiros, um plano de ação que permitirá assegurar o bom funcionamento destes equipamentos.

O “Programa Estamos Aqui”, criado desde o início desta Crise continua em plena execução, garantindo ajuda social e apoio psicológico a todos os munícipes que a ele têm recorrido.

artigo1

No âmbito deste Programa foi, agora, criado um Banco Alimentar de retaguarda para dar suporte a eventuais necessidades de reforço destes bens essenciais. Estes bens têm sido ao longo dos anos disponibilizados pela rede social concelhia. No entanto, e face ao enquadramento atual, será reforçado o apoio a esta rede, de modo a garantir resposta às solicitações extraordinárias que possam surgir.

Também o Regulamento Municipal de atribuição de subsídios a pessoas ou famílias em emergência social foi reavaliado, de modo a que possam ser colmatadas questões que afetem de modo grave as estruturas familiares do nosso Concelho.

Para fazer face a este momento de calamidade pública, a Autarquia vilacondense tem apoiado financeira e logisticamente as Juntas de Freguesia, as Instituições de Solidariedade Social e as forças de proteção e segurança, de forma a reforçar a sua ação e intervenção direta, num papel que se reconhece de capital importância.

Ao nível da educação, foi feito um levantamento das necessidades no que às refeições e ao material informático dizem respeito, em articulação direta com os responsáveis pela educação no concelho. Esta coordenação entre a autarquia e os agrupamentos de escola é permanente dando garantia que, dentro da estratégia de cada agrupamento, se estão a implementar as medidas emanadas pelo Ministério da Educação.

TROFA SAÚDE - HOSPITAL DO BONFIM AO SERVIÇO PÚBLICO DO COVID-19

Trofa Saúde

O Trofa Saúde Hospital Senhor do Bonfim, localizado em Touguinhó, no Concelho de Vila do Conde, sob coordenação do Serviço Nacional de Saúde (SNS) irá abrir uma ala dedicada ao COVID19. Inclui a consulta, o rastreio e, quando necessário, o internamento e os cuidados intensivos, ou seja o percurso completo exigido para um atendimento cabal desta doença. Assim, o Concelho de Vila do Conde vê ampliada a resposta às necessidades dos cuidados de saúde no que ao COVID-19 diz respeito. Prevê-se a abertura desta unidade para o próximo dia 6 de abril.

A instalação destes serviços, pelo Trofa Saúde Hospital Senhor do Bonfim, em articulação com o SNS, foi anunciada publicamente ontem, com a presença da Presidente da Câmara de Vila do Conde, Dra Elisa Ferraz e do Vereador com o Pelouro da Proteção Civil, Engº Paulo Carvalho, que visitaram as instalações que ficarão dedicadas a esta operação. A Presidente da Câmara deixou uma palavra de reconhecimento pela disponibilidade destes Hospitais ao Serviço Público, num momento em que a união de esforços público/privado é fulcral para enfrentar esta Pandemia.

Aplaudimos e defendemos esta medida, que vem reforçar e complementar as anteriormente anunciadas.

Relembramos que na sequência dos contactos estabelecidos nas últimas semanas, entre a Autarquia de Vila do Conde e as entidades de saúde locais e regionais, no sentido de garantir no Concelho, uma resposta de proximidade para consulta e rastreio COVID-19, confirma-se que desde ontem, como oportunamente comunicamos, se iniciou no Centro de Saúde de Vila do Conde um atendimento dedicado a esta doença. Estas consultas são parte integrante do Plano Nacional de Saúde que prevê a instalação na área de cada ACES (Agrupamento de Centros de Saúde) de uma unidade desta natureza.

FUNCIONAMENTO EM VILA DO CONDE DE UMA CONSULTA DEDICADA AO COVID 19

A partir da próxima segunda-feira (dia 30 de Março) entrará em funcionamento, no Centro de Saúde de Vila do Conde, uma consulta exclusivamente dedicada ao atendimento de utentes com suspeita de COVID-19.

Durante o dia de hoje, a Sra. Diretora do ACES Póvoa de Varzim / Vila do Conde comunicou à Autarquia que, na sequência da publicação da norma nº 4 da Direção Geral de Saúde de 23 de Março de 2020 – Abordagem do Doente com Suspeita de Infeção pelo COVID 19 - e atendendo à fase de mitigação em que nos encontramos será instalado este serviço que funcionará todos os dias úteis, das 8h às 20h, com uma equipa de 3 médicos, 2 enfermeiros, 1 assistente técnico e 1 assistente operacional.

À Câmara Municipal de Vila do Conde foi solicitada colaboração, na instalação de algumas infraestruturas necessárias ao funcionamento desta consulta, a que prontamente acedeu.

Neste serviço, os utentes com sintomas da doença serão atendidos quer presencialmente, quer por telefone ou e-mail, aconselhando-se sempre a que liguem antecipadamente para a linha da Saúde 24 ou para o Centro de Saúde.

COVID-19 – CÂMARA DE VILA DO CONDE ADOTA NOVAS MEDIDAS DE APOIO SOCIAL

No âmbito do Programa “ESTAMOS AQUI”, a Presidente da Câmara Municipal, Dr.ª Elisa Ferraz, anuncia a implementação de novas medidas de apoio socioeconómico aos munícipes em situação vulnerável, Juntas e Uniões de Freguesias e Instituições de Solidariedade Social, neste período difícil que vivemos:

» Afetação de 250 mil euros do Orçamento Municipal para fazer face a medidas de âmbito social com as famílias, Juntas e Uniões de Freguesias e Instituições Particulares de Solidariedade Social (em funcionamento), para a aquisição de bens, equipamentos e serviços relacionados com a situação pandémica;

» Alteração ao Regulamento Municipal sobre atribuição de subsídios a pessoas ou famílias em situação de emergência social: ficou determinado que o valor máximo de 500€, constante do artigo 3º, poderá atingir o valor máximo de 1000€ e a sua periodicidade suspensa (nunca inferior a 2 anos), em situações declaradamente relacionadas com a pandemia COVI-19;

» Suspensão do pagamento de rendas (abril, maio e junho 2020) de todos os fogos Municipais. Após esta data, o valor poderá ser pago em 18 prestações (sem juros e penalizações). No entanto, quem pretender efetuar normalmente o pagamento da renda da sua habitação, poderá continuar a fazê-lo;

» Suspensão da eficácia jurídica dos contratos de concessão relativos a espaços comerciais que se encontrem encerrados, enquanto durar o seu encerramento, não havendo lugar a pagamento da respetiva renda;

» Isenção de pagamento de todas as taxas de ocupação de feiras e mercados até 30 de junho 2020;

» Isenção do pagamento dos prolongamentos escolares, enquanto durar a suspensão das atividades letivas e não letivas dos estabelecimentos escolares, decretado pelo Governo.

O Executivo Municipal continuará atento à difícil situação que vivemos, fruto da pandemia COVID-19, de modo a garantir, dentro das suas competências, a proteção e a segurança dos vilacondenses.

PROGRAMA "ESTAMOS AQUI"

COVID_19

O Programa ESTAMOS AQUI tem por objetivo unir esforços entre quem precisa de apoio e quem quer ajudar.

Vamos criar uma Rede de Entre-Ajuda, em que ultrapassar este momento difícil é possível, com a nossa união!

Precisa de ajuda ou pode ajudar? Preencha os questionários "Precisa de Ajuda?", "Quer Ajudar?" - Voluntário / Empresa

Linha de apoio social - 252 248 400 - De segunda a sexta-feira, das 9h00 às 20h00

Linha de apoio psicológico – telefone 252 248 477 das 9h00 às 20h00, de segunda a sexta-feira

DOAÇÃO DE VISEIRAS E MÁSCARAS CIRÚRGICAS


matrivagO Município de Vila do Conde recebeu mais material de proteção individual. A empresa Matrivag – Indústria de Artigos Sanitários, sediada em Guilhabreu, doou 200 viseiras por articulação direta com a Junta de Freguesia de Guilhabreu. Foram também entregues 200 máscara cirúrgicas por um anónimo.

A Câmara Municipal agradece o envolvimento de todos, empresas e sociedade civil, que muito têm contribuído no apoio prestado às Instituições de Solidariedade Social, de Saúde e Proteção, no âmbito do Programa “Estamos Aqui”.

Perante o difícil período que atravessamos, o envolvimento de todos é muito importante para que se consiga ultrapassar as dificuldades sentidas.

LIGA DOS CHINESES FAZ DOAÇÃO DE 8000 MÁSCARAS

máscaras

A Liga dos Chineses em Portugal fez uma doação de 8000 máscaras à Câmara Municipal, sendo que algum deste material de proteção já começou a ser distribuído pelas instituições de solidariedade e de saúde de acordo com as necessidades manifestadas na auscultação feita pelos serviços sociais da autarquia.

Esta oferta ao Município de Vila do Conde aconteceu no âmbito de uma oferta abrangente de mais de 100 mil máscaras cirúrgicas a diversos municípios portugueses, instituições e forças de segurança. Na cerimónia de entrega do material, o Presidente da Liga dos Chineses em Portugal, o Sr. Y Ping Chow, esclareceu que estas máscaras foram doadas à sua instituição pela cidade chinesa de Lanxi e pelo Instituto Lanxi Hongze Charity Hall.

ALOFT FAZ DOAÇÃO DE 820 PARES DE SOCAS HOSPITALARES

Aloft SITE

A empresa ALOFT, sediada na freguesia de Canidelo, entregou esta manhã na Câmara Municipal 820 pares de socas hospitalares, correspondendo à totalidade das necessidades manifestadas pelas Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do concelho de Vila do Conde, em funcionamento, pelo Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) e pelo Centro Hospitalar Póvoa de Varzim Vila do Conde (CHPVVC).

A Presidente da Câmara, Dr.ª Elisa Ferraz, agradeceu a disponibilidade da ALOFT, mais uma empresa socialmente responsável que contribui, desta forma, para o sucesso do Programa “Estamos Aqui”, implementado pela Câmara Municipal de Vila do Conde.

CÂMARA DE VILA DO CONDE DISPONIBILIZA 4000L DE GASÓLEO AOS BOMBEIROS, CRUZ VERMELHA, GNR E PSP

A Câmara Municipal, reconhecendo a importância daqueles que estão no terreno e na linha da frente do combate à pandemia COVID-19, vai disponibilizar 1000L de gasóleo a cada uma das seguintes entidades: Policia de Segurança Pública, Guarda Nacional Republicana, Cruz Vermelha e Bombeiros Voluntários de Vila do Conde, num total de 4000L.

Assim e no âmbito do Programa “ESTAMOS AQUI”, é dado mais um passo com o objetivo de minorar o esforço que os Bombeiros, Cruz Vermelha, PSP e GNR têm levado a cabo em prol da segurança e proteção da nossa comunidade.

COMUNIDADE CHINESA FAZ DOAÇÃO DE MÁSCARAS AO MUNICÍPIO DE VILA DO CONDE

máscaras china1

A comunidade chinesa residente no concelho de Vila do Conde fez uma doação de 1500 máscaras cirúrgicas à Câmara Municipal, sendo que metade deste material de proteção já seguiu para o Centro Hospitalar Póvoa de Varzim / Vila do Conde.

As máscaras foram entregues esta segunda-feira por um grupo de jovens da comunidade, tendo sido assinada uma declaração de entrega pela jovem Jie Zheng. A Presidente da Câmara Municipal, Dr.ª Elisa Ferraz agradeceu a generosidade e a disponibilidade de todos em ajudar, nomeadamente do Sr. Y Ping Chow, com quem o município tem articulado diretamente questões relativas à atual situação que vivemos, causada pela pandemia COVID-19.

LIMPEZA E DESINFEÇÃO

  • mc6
  • mc4
  • mc5

A Câmara Municipal encontra-se a fazer a desinfeção das tampas e das pegas de contentores de resíduos sólidos urbanos, em contínuo, com a solução de hipoclorito a 5%, que é o desinfetante recomendado pela Direção Geral de Saúde, em todo o concelho.

SERVIÇOS EM FUNCIONAMENTO CONDICIONADO

Imagem serviços SITEEncontram-se encerrados todos serviços de atendimento presencial ao público, assim como equipamentos culturais, desportivos e de lazer.
Cancelamento de todas as feiras que se realizam no concelho.
A Autarquia disponibilizou à Autoridade de Saúde Local os seus equipamentos, bem como todo o apoio logístico inerente para as situações excecionais que eventualmente venham a ocorrer.

 

ESPAÇO PÚBLICO CONDICIONADO
Encerramento de todas as esplanadas em todo o concelho
Foram interditas as atividades desportivas ou de lazer que impliquem aglomerados de pessoas nas praias fluviais e marítimas sob a jurisdição da Capitania de Vila do Conde. Estas ações foram articuladas diretamente entra a CMVC e a autoridade marítima local.

EVENTOS
Estão cancelados todos os eventos de todo o género promovidos pelo Município ou que careçam de autorização municipal, até que se restabeleça a normalidade.

PLANO DE CONTIGÊNCIA

plano_contigencia_covid_19_cmvc

DESINFEÇÃO ALARGADA À VIA PÚBLICA, PASSEIOS E LOCAIS DE MAIOR CIRCULAÇÃO 

  • MC1
  • MC2
  • MC3

A Câmara Municipal de Vila do Conde iniciou, esta quarta-feira, a desinfeção em áreas sujeitas a maior movimentação de pessoas, como entradas de mercearias e supermercados, entradas de farmácias, praças, bancos de jardim, passeios, vias públicas, etc.

Esta medida vem complementar a desinfeção, já a decorrer, das tampas e das pegas de todos os contentores de resíduos sólidos urbanos, em todo o concelho.

A Autarquia vai também disponibilizar apoio às Juntas e Uniões de Freguesias para que esta operação se estenda a todo o concelho, fornecendo equipamentos de proteção e solução desinfetante.

Esta intervenção é feita com a solução de hipoclorito a 5%, conforme recomendação da Direção Geral de Saúde. Durante a noite serão desinfetados os pavimentos de circulação automóvel e durante o dia os outros locais.

ASSOCIAÇÃO DAS MULHERES CHINESAS FAZ NOVA DOAÇÃO DE MÁSCARAS

Ass Chinesas Porto

Ao Município de Vila do Conde chegou um donativo de 5000 máscaras da Associação de Mulheres Chinesas do Porto. Cerca de 1150 já foram distribuídas por Instituições Particulares de Solidariedade Social que manifestaram necessidade tais como a Venerável Ordem Terceira de São Francisco, a Associação O Tecto, os Centros Sociais e Paroquiais de Mindelo e Junqueira, a Associação de Solidariedade Social de Mosteiró, o MADI e a Delegação de Vila do Conde da Cruz Vermelha Portuguesa, estando prevista a distribuição por outras entidades.

As máscaras foram entregues ontem, tendo sido assinada uma declaração pela jovem Jie Zheng Chiou, elemento da Associação de Mulheres Chinesas do Porto que, com esforço, adquiriram e ofereceram este material, manifestando que irão continuar esta colaboração.

De referir ainda que à Câmara Municipal de Vila do Conde chegou uma outra doação de cerca de 1000 máscaras, feita por um anónimo.

A Presidente da Câmara Municipal, Dr.ª Elisa Ferraz, agradece a generosidade e a disponibilidade de todos em ajudar neste momento tão difícil que vivemos, causado pela pandemia COVID-19.

AULAS DE EXERCÍCIO FÍSICO - "ESTAMOS AQUI" TODAS AS SEGUNDAS E QUINTAS, ÀS 16h00, NA PÁGINA DE FACEBBOK DA CÂMARA MUNICIPAL

O Programa Desporto Sénior, na impossibilidade de lecionar presencialmente as aulas,leva os professores até sua casa através da página de facebook da Câmara Municipal. Todas as 2ª e 5ªs feiras, pelas 16 horas, será disponibilizada uma aula para os utentes do “Desporto Sénior” e para todos aqueles que se encontram em casa.

Este programa, promovido pela Câmara Municipal, está presente em todas as freguesias do concelho. Os quase 1000 utentes seniores têm ao longo da época desportiva participado nas aulas semanais ministradas pelos nossos professores.

A atividade física é essencial para que possamos ultrapassar este difícil momento e não se esqueça, proteja-se, fique em casa!

Município de Vila do Conde

Praça Vasco da Gama
4480-754 Vila do Conde

Telefone +351 252 248 400
E-mail geral@cm-viladoconde.pt

Horário de atendimento
Segunda a sexta - 9h00 às 16h30

© 2015 | Todos os direitos reservados

wiremazelogótipos da validação

Logótipos Norte 2020, Portugal 2020 e União Europeia