Passar para o Conteúdo Principal

imagem

siga-nos
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C

Arquivo Municipal

O Arquivo Municipal de Vila do Conde é um serviço de informação direcionado para dois importantes polos: a administração autárquica (a nível interno) e os munícipes / população em geral, onde se reúne documentação relativa ao município de Vila do Conde, assim como de outras organizações, famílias e empresas.

Seguindo as diretrizes legais, e com base na nova ciência da informação, o Arquivo Municipal de Vila do Conde procura desenvolver as suas linhas de atividade com vista à divulgação da história, do património e da memória coletiva, apresentando-se simultaneamente como um pilar considerável da gestão municipal. Nesse sentido, e considerando as diretivas da Modernização Administrativa, desenvolvem-se políticas e estratégias com vista à aproximação do cidadão / munícipe aos serviços públicos, através de modelos de gestão rápidos, eficazes e eficientes, assentes numa base equitativa, bem como se reúne, conserva, preserva e divulga a informação, promovendo, ainda, o acesso à cultura.

Atualmente, o acervo do Arquivo Municipal contém cerca de 2.500 m de documentos pertencentes, maioritariamente, ao Arquivo da Câmara Municipal. Salientamos ainda os seguintes acervos: Administração do Concelho; Provedoria; Câmara Municipal de Azurara (alguns documentos); Câmara Municipal de Barcelos (alguns documentos); Câmara Municipal da Póvoa de Varzim (alguns documentos); Juntas de Paróquia ou de Freguesia (Fajozes; Junqueira; Rio Mau; Touguinha; Formariz; Vila Chã); Confrarias; Sociedade Humanitária de Vila do Conde; Clube 1º de Dezembro; Clube Fluvial Vilacondense; Círculo Católico de Operários de Vila do Conde; Condes de Azevedo; Condes de Cavaleiros; Família Folgueiras Gaio; Morgado de Santa Luzia; Família Adriano; Coleção de Fragmentos de Códices Medievais; Família Vasconcelos.

Ao longo da sua atividade, o Arquivo Municipal desenvolveu estratégias no sentido de constituir um importante acervo, que resultou, não só da produção documental consequente da atividade desenvolvida pela própria Câmara Municipal de Vila do Conde, mas também associada à documentação entretanto recebida no seu decurso, para além da aquisição, doação ou depósito de outros acervos, relativos, entre outros, a pessoas, famílias, associações, confrarias, juntas de paróquia ou de freguesia, os quais se foram acumulando, permitindo a constituição de um Arquivo, com informação cujas datas extremas se situam entre os séculos XII e XXI.

Em finais do século XIX (cerca de1840) o Arquivo foi entregue aos cuidados do Padre Luís de Sousa, oratoriano, o qual procedeu à elaboração de alguns sumários de documentos avulsos e, provavelmente, à encadernação dos cadernos das Atas da Vereação e Livros do Registo Geral, entre outros. Já no século XX, Fernando Guimarães, paleógrafo do Gabinete de História da Cidade do Porto, sumariou em fichas os Livros das Atas da Vereação até 1840. Em 1958, foram tomadas providências para proteção do Arquivo, concretizadas pelo Dr. João Maria dos Reis Pereira e retomadas a partir de 1966. No ano de 1976, o Dr. Eugénio Andrea da Cunha e Freitas referia a localização do Arquivo Municipal nos Paços do Concelho, projetando-se, então, a sua transferência para a Casa de S. Sebastião, pertença da família de Figueiredo Faria, para onde, efetivamente foi transferida parte da documentação relativa aos séculos XIX e XX (até 1960), mantendo-se nos Paços do Concelho a documentação mais recente. Em 1991 foi publicado o inventário (parcial) do Arquivo Municipal de Vila do Conde, resultante de um trabalho levado a cabo por uma equipa de docentes e investigadores da Faculdade de Letras da Universidade do Porto contratados pela Câmara Municipal de Vila do Conde e coordenados pelo Prof. Doutor Fernando de Sousa.

É em 1998 que se inicia o projeto de gestão integrada de informação/arquivo, o qual, aliado à riqueza intrínseca do próprio acervo, permitiu a inclusão do Arquivo Municipal de Vila do Conde no Programa de Apoio aos Arquivos Municipais, no âmbito do qual decorreu a obra de ampliação e restauro da Casa de S. Sebastião, infraestrutura dotada dos requisitos técnicos e tecnologias da informação e comunicação indispensáveis para a prossecução de um projeto que se pretende que seja de âmbito concelhio, para proteção e divulgação do valioso património que nele existe.

Atualmente o Arquivo Municipal, a par do Gabinete de Arqueologia e do Núcleo Centro do Museu de Vila do Conde, está instalado no Centro de Memória, onde dispõe de todas as condições, quer ao nível técnico, quer no que concerne ao atendimento, com a sala de leitura, indo assim de encontro às suas mais importantes missões: conservar, preservar, divulgar e promover o nosso património documental. A congregação destes diferentes serviços no Centro de Memória fazem deste equipamento cultural um local singular para compreender a cidade e o concelho, as suas gentes, o seu quotidiano, em suma a sua história, na sua diversidade e singularidade.

  • Sala de Leitura

    A sala de leitura do Arquivo Municipal está disponível para prestar toda a informação necessária sobre o acervo existente e o seu conteúdo, através de acompanhamento profissional e orientação dos técnicos deste serviço.

    Aquando da primeira vinda ao Arquivo, é necessário preencher uma ficha de utilizador, bem como efetuar uma requisição, sempre que haja lugar à consulta de espécies documentais. Salvo casos de espécies em que esteja estabelecido, ou seja aconselhável, um período de incomunicabilidade, ou casos de espécies que, pelo seu estado de conservação, não seja aconselhável o seu manuseamento, poderá ser efetuada a consulta de toda a documentação para fins de investigação ou probatórios. Está disponível, também para consulta pelos utilizadores da sala de leitura, uma pequena biblioteca de referência, bem como, para orientação do utilizador, encontra-se à sua disposição um inventário da informação relativa ao Arquivo Municipal de Vila do Conde. Podem efetuar-se reproduções de documentos (desde que salvaguardados os direitos de autor e tendo em consideração o estado dos documentos a reproduzir), sendo essa competência da exclusiva responsabilidade do serviço de Arquivo, a disponibilizar em papel, em suporte digital, ou impressão fotográfica, consoante o documento de que se trate, mediante pagamento, de acordo com o regulamento de taxas e licenças deste Município.

    O serviço educativo tem como principal objetivo a divulgação do património arquivístico, organizando visitas guiadas e atividades destinadas sobretudo à comunidade educativa, bem como proporciona apoio e orientação aos alunos para elaboração de trabalhos escolares relacionados com informação disponível no Arquivo Municipal.

  • Fotografia

    O Arquivo Municipal de Vila do Conde custodia um acervo documental extremamente rico e vasto, nos mais diversificados suportes.

    Para além dos documentos inscritos em pergaminho, papel, ou em suportes digitais resultantes da evolução tecnológica desenvolvida nos últimos anos, este acerco é também constituído por documentos registados em suportes fotográficos (negativos em vidro, acetato e nitrato de celulose em formatos 6x9, 9x12, 13x18 e 18x24, polyester e, mais recentemente, as imagens feitas em suporte digital.

    Neste sentido, encontram-se sob custódia desta Instituição mais de 40 mil espécies fotográficas, em suportes diversificados, relativos à memória coletiva dos últimos cem anos de Vila do Conde, com particular destaque para o vasto acervo proveniente da casa fotográfica “Foto Adriano”, adquirida pelo Município de Vila do Conde. Ao Arquivo Municipal compete, para além de conservar essas espécies, garantir o seu estudo, preservação e disponibilização, prevendo ainda que as gerações futuras possam ter acesso a esses mesmos registos. Aceder à informação, à memória acumulada, seja ela um registo ou um artefacto, é uma necessidade e um direito dos cidadãos, competindo às diversas entidades - públicas e privadas, individuais e coletivas - garantir que esse acesso se efetue de forma rápida, eficaz e numa base equitativa.

    A consulta destas espécies é feita também na sala de leitura do Arquivo Municipal, obedecendo aos critérios anteriormente descritos.

  • Centro de Documentação dos Portos Marítimos Quinhentistas

    O CEDOPORMAR - Centro de Documentação dos Portos Marítimos Quinhentistas – é uma extensão especializada do Arquivo Municipal de Vila do Conde, situado no 1º andar do edifício da Alfândega Régia / Museu da Construção Naval, que integra reproduções digitais de dezenas de milhar de documentos escritos e iconográficos tutelados por diversas instituições nacionais e internacionais, sustentados pela aplicação informática GISA e descritos de acordo com as normas internacionais de descrição arquivística.

    Trata-se de um importante acervo digital que, conjuntamente com a biblioteca especializada, está disponível, gratuitamente, para consulta, para todos os que queiram descobrir a história dos burgos marítimos portugueses - destacando-se como primeiro núcleo “Vila do Conde Quinhentista” -, da construção naval, navegações e do comércio ultramarino no período quinhentista, pelo que se apresenta como um privilegiado ponto de encontro para a comunidade escolar e académica (com a realização de visitas de estudo), investigadores provenientes das diferentes partes do mundo, disponível a todos os cidadãos que pretendam consultar documentos na área da história local de Vila do Conde, bem como obter informação sobre os burgos marítimos portugueses.

    A criação de uma dinâmica cultural inovadora (integrando o Museu, a réplica da Nau do século XVI e o Centro de Documentação), ao mesmo tempo que dinamiza a articulação entre a escola e a história local, constitui um importante polo de atração turística e coloca as tecnologias da informação e comunicação ao serviço da investigação e do conhecimento.

    O projeto do Centro de Documentação, continua, pois, a ser uma construção em movimento que aguarda a visita de todos os Munícipes e dos cidadãos em geral que procurem saber mais sobre a Memória que a todos importa conhecer.

Contactos

Arquivo Municipal de Vila do Conde

Contactos
Centro de Memória
Largo de S. Sebastião 
4480-706 Vila do Conde 
Telefone: 252 248 468
Email: amvc@cm-viladoconde.pt

Horário de funcionamento
Sala de leitura: 9h00/13h00 e 14h00/17h00 (segunda); 9h00/13h00 e 14h00/ 18h00 (de terça a sexta)



Centro de Documentação dos Porto Marítimos Quinhentistas – extensão especializada do Arquivo Municipal

  • Contactos
    Rua do Cais da Alfândega (Alfândega Régia)
    4480 Vila do Conde
    Telefone: 252 240740
    Email:cedopormar@cm-viladoconde.pt
  • Horário de funcionamento
    10.00h às 18.00h (de terça a sábado)

Consulte o website Vila do Conde Quinhentista

Município de Vila do Conde

Praça Vasco da Gama
4480-454 Vila do Conde

Telefone +351 252 248 400
E-mail geral@cm-viladoconde.pt

Horário de atendimento
Segunda a sexta - 9h00 às 16h30

© 2015 | Todos os direitos reservados

wiremazelogótipos da validação