Passar para o Conteúdo Principal

imagem

siga-nos
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C

Espaços verdes e jardins públicos

Praça José Régio

A Praça José Régio resulta de uma operação urbanística, na qual o interior do quarteirão em que se insere foi convertido em espaço público. No ano de 1984, a Câmara Municipal de Vila do Conde atribui o nome de José Régio à nova praça, sendo colocada no seu centro uma estátua do poeta e escritor emérito, da autoria do escultor António Duarte.

Em 2004, o espaço é sujeito a obras de requalificação, cujo principal objetivo é criar um espaço propício à sociabilização. De forma a potenciar a função de convívio e estadia, a praça é dotada de bancos, é arborizada e recebe canteiros com plantas de flor, com evidente diversidade cromática.
A praça está rodeada por diversos bares e restaurantes, que fazem com que atualmente seja o espaço de eleição de convívio noturno, apropriado, maioritariamente, pela juventude.
Localização: Praça José Régio


Jardim da Praça da República

No passado, este espaço era designado por “Campo da Feira”, ou “Terreiro”, e aí tinham lugar as tradicionais feiras de gado. No início do Século XX, foi-lhe atribuída a denominação de Praça da Republica. Por volta do ano de 1950, esta praça foi sujeita a uma ação de pavimentação e ajardinamento, cuja inspiração marcadamente neoclássica ainda hoje se encontra patente nas formas regulares e simétricas dos desenhos dos canteiros e na fonte em granito, posicionada no centro do jardim.
Sazonalmente os canteiros são meticulosamente plantados com herbáceas anuais, de flor e diversidade cromática, sendo a utilização da cor uma forma assumida de “renovação” do espaço.
Deste jardim público de referência no imaginário de todos os Vila-Condenses, podem contemplar-se as margens e a foz do Rio Ave.
Localização: Praça da República


Jardim da Alameda dos Descobrimentos

Os Jardins da Alameda dos Descobrimentos, resultam de uma ação urbanística planeada que teve por objetivo estabelecer a transição entre a malha urbana do núcleo antigo consolidado da cidade e a nova zona de expansão urbana. Igualmente, pretendeu-se abrir o centro da cidade ao rio.
Trata-se de um “corredor” verde, de fruição física e visual, no qual as primordiais funções ecológicas integram a componente lúdica, recreativa e de circulação de pessoas.
Neste jardim, podemos fruir do espaço verde e do conjunto de fontes existentes ao longo de todo o “corredor”, assim como usufruir do café e esplanada aí localizado.
A construção deste espaço remonta ao início da década de noventa e é da autoria do Arquiteto Paisagista Manuel Sousa da Câmara.
Localização: Avenida Dr. João Canavarro


Jardim Júlio Graça

A construção dos jardins da Av. Júlio Graça remonta ao ano de 1870, quando a cidade de Vila do Conde se começou a expandir em direção ao mar. O desenho do jardim sofreu significativas alterações ao longo dos anos. Inicialmente concebido como um “jardim romântico”, de desenho naturalizado, incluía um lago, uma ponte, um coreto e múltiplas espécies vegetais. Ao longo do século XX o jardim foi sofrendo intervenções diversas, tendo-se acentuando a simetria do desenho, a regularidade das formas dos canteiros, e a formalização dos atuais alinhamentos de plátanos.
No verão, a presença dos imponentes plátanos aí existentes, a visualização das fontes e o som constante da água em movimento, bem como a beleza dos canteiros verdejantes, acentuam o carácter bucólico deste espaço.
As alamedas, definidas pelos frondosos plátanos, têm sido espaço preferencial para a realização de feiras e de exposições, destacando-se a nacionalmente reconhecida “Feira de Artesanato”, que decorre anualmente neste espaço.
Localização: Avenida Júlio Graça


Parque Urbano João Paulo II

O Parque Urbano João Paulo II ocupa uma área de cerca de 3,5 hectares, e está inserido na malha urbana do núcleo das Caxinas, em Vila do Conde.
O parque consubstancia-se num amplo espaço verde, atravessado por múltiplos caminhos pedonais, envolvidos por prados naturais e extensos relvados, os quais permitem a prática de atividades lúdicas e recreativas, em ambiente livre. A sua paisagem do é, ainda, reforçada pela presença de um coberto arbóreo intenso e com alguma diversidade de espécies.
Destaca-se, também, a existência de um lago de grandes dimensões, cuja vegetação ripícola oferece abrigo e alimento a um diverso e crescente conjunto de fauna, que começa a habitar o parque.
Este equipamento urbano está murado, dispõe do serviço de uma cafetaria, sanitários públicos, e de um centro de atividades para crianças e jovens.
O Parque Urbano João Paulo II foi aberto ao público em 2005, e é da autoria do Arquiteto Siza Vieira, em colaboração com o Arquiteto Paisagista João Gomes da Silva.
Localização: Rua Agralonga


Parque de Jogos

O Parque de Jogos ocupa uma área de cerca de 2 hectares em pleno centro da cidade de Vila do Conde.
É um espaço multiuso, de promoção da prática de atividades de ar livre, de recreio, de lazer e de desporto, num ambiente “naturalizado”.
O Parque de Jogos integra um conjunto de equipamentos desportivos e lúdicos, nomeadamente campos de ténis, de futebol, de voleibol de praia, de basquetebol, e um circuito de manutenção. Para os mais novos, este parque oferece ainda dois “espaço-aventura”, compostos por diferentes equipamentos lúdicos, envolvidos por áreas verdes relvadas, e abundantemente arborizadas.
O Parque de Jogos é um espaço murado que dispõe de um café, sanitários públicos e balneários de apoio às atividades desportivas.
Localização: Avenida Júlio Graça

Município de Vila do Conde

Praça Vasco da Gama
4480-454 Vila do Conde

Telefone +351 252 248 400
E-mail geral@cm-viladoconde.pt

Horário de atendimento
Segunda a sexta - 9h00 às 16h30

© 2015 | Todos os direitos reservados

wiremazelogótipos da validação