Passar para o Conteúdo Principal

Logotipo da Câmara Municipal de Vila do Conde

siga-nos
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C

Reunião da Comissão Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios

20180430 154629 1 736 420
03 Maio 2018

 

Nas instalações dos Bombeiros Voluntários de Vila do Conde, decorreu no passado dia 30, a primeira reunião da Comissão Municipal de Defesa da Floresta do ano de 2018, onde foi aprovado o Dispositivo Operacional Municipal, nos domínios das operações de defesa da floresta contra incêndios a desenvolver durante o período critico, que normalmente decorre entre 1 de julho e 30 de setembro.
A reunião iniciou-se com a apresentação dos novos membros e entidades a integrar a Comissão Municipal de Defesa da Floresta (CMDF), destacando-se o novo Presidente da Comissão, o Vereador Eng.º Paulo Carvalho, os cinco representantes das freguesias, eleitos em Assembleia Municipal (Junta de freguesia de Guilhabreu, Junta de freguesia de Vilar do Pinheiro, União de freguesias de Fornelo e Vairão, União de freguesias de Malta e Canidelo, União de freguesias de Bagunte, Ferreiró, Outeiro maior e Parada) e a Cooperativa Agrícola de Vila do Conde. Foi também solicitada a presença de representantes de várias entidades responsáveis por infraestruturas viárias e de energia (Infraestruturas de Portugal, Ascendi, Auto Estradas Norte de Portugal, Metro do Porto, EDP Distribuição – Energia, REN PortGás Distribuição), as quais terão assento em Comissão sempre que se justifique.
Dos vários assuntos da agenda, destacou-se a situação atual da floresta do concelho, cuja ocupação tem vindo a diminuir de forma significativa face a inúmeras ameaças (forte pressão da agricultura, incêndios florestais, conflitos derivados do Interface urbano-florestal e agrícola-florestal,…), estando a aplicação da legislação no âmbito do Sistema Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios (SNDFCI), designadamente no que concerne à aplicação dos critérios de gestão de combustível na rede secundária de faixas de gestão de combustível, conforme disposto no anexo ao Decreto-Lei n.º 10/2018 de 14 de fevereiro a acelerar o processo de conversão de espaços florestais a espaços agrícolas. Deste modo, foi analisada e discutida a possibilidade de alteração destes critérios de gestão de combustível, designadamente no que concerne ao distanciamento de árvores de eucalipto e de pinheiro-bravo no interior destas faixas, a qual deverá ser refletida na próxima revisão do Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PMDFCI).
Seguiu-se uma breve apresentação do que foi a época de incêndios florestais do ano transato, das ações de sensibilização realizadas junto da comunidade local e das ações de limpeza de vegetação já efetuadas junto da rede viária, pela equipa de sapadores florestais de Vila do Conde SF02-114 em articulação com os meios pesados das Oficinas Municipais. Por fim, apresentou-se o Plano Operacional Municipal (POM), que inclui a inventariação e a disposição de meios no terreno, nos domínios da vigilância e no combate aos incêndios florestais, durante o próximo período critico.
Espera-se que as disposições de forças no terreno possam conduzir a bons resultados, e que todos cooperem para que a próxima época de incêndios florestais possa decorrer dentro da normalidade.

Município de Vila do Conde

Praça Vasco da Gama
4480-454 Vila do Conde

Telefone +351 252 248 400
E-mail geral@cm-viladoconde.pt

Horário de atendimento
Segunda a sexta - 9h00 às 16h30

© 2015 | Todos os direitos reservados

wiremazelogótipos da validação