Passar para o Conteúdo Principal

Logotipo da Câmara Municipal de Vila do Conde

siga-nos
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C

Estudo da UTAD avalia árvores de Vila do Conde

Dsc 5627 1 736 420
10 Abril 2018

 

Vila do Conde detém um vasto património arbóreo, de extremo interesse ambiental e valor paisagístico. Alguns desses maciços arbóreos ou grupos isolados são conjuntos vegetais relevantes no desenho urbano e na história da cidade, que foram adquirindo, ao longo de muitas décadas, qualidades notáveis de porte e de longevidade e que ditam hoje a sua salvaguarda.

Atento a este grande valor patrimonial, o Município de Vila do Conde encomendou à Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro um “Estudo Fitossanitário e Avaliação do Risco das Árvores de Vila do Conde”, com o objetivo de garantir a segurança de pessoas e bens, nomeadamente quanto à prevenção de perigos resultantes da presença de árvores de grande porte no domínio público. O estudo incidiu na caraterização fitossanitária e avaliação de risco para um universo de 330 elementos arbóreos, distribuídos por espaços de referência na cidade, designadamente: Eixo da Júlio Graça; Recinto do Mercado, Praça de S. João, Av. João Canavarro, Alameda Pais Ribeiro e Praça Vasco da Gama.

No que se refere às duas notáveis Araucaria bidwillii situadas na Praça Vasco da Gama, cuja vetusta idade de mais de 100 anos e uma altura superior a 30 metros, o estudo reforça o sentido do seu elevado valor patrimonial e confirma que o estado fitossanitário e as condições do lenho não aparentam sinais de risco, contudo recomendando a monotorização permanente destes elementos arbóreos.

O resultado do estudo confirma que nenhum dos elementos arbóreos analisados aparenta risco de queda nem debilidades muito graves, sendo que de uma forma geral as orientações dadas recomendam podas de manutenção e arejamento com remoção de pernadas mal inseridas, assim como drenagens pontuais de “cavidades” existentes em árvores mais antigas.

Por norma, a metodologia de diagnóstico empregue nestes estudos requer o uso de meios e conhecimentos técnicos e científicos de elevado nível de competência, razão pela qual a Câmara Municipal solicitou a intervenção da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, por considerar ser uma instituição com técnicos habilitados e currículo relevante na área de avaliação das condições de segurança de árvores em espaço público e experiencia na formulação de orientações para o uso de boas práticas de gestão.

Município de Vila do Conde

Praça Vasco da Gama
4480-454 Vila do Conde

Telefone +351 252 248 400
E-mail geral@cm-viladoconde.pt

Horário de atendimento
Segunda a sexta - 9h00 às 16h30

© 2015 | Todos os direitos reservados

wiremazelogótipos da validação